26 de ago de 2010

HOMENAGEM AO ZAGUEIRO ARTILHEIRO

Boa noite a maior e melhor torcida do Rio Grande...

Quero nessa noite de 25/08/2010 registrar uma humilde homenagem ao nosso zagueiro artilheiro Indio... Jogador há vários anos no clube acumula nada mais nada menos do que 10 títulos conquistados, ou seja, está presente em todas as grandes conquistas do nosso glorioso clube nos ultimos anos... Vestiu até hoje 264 vezes o manto vermelho e sagrado do Sport Club Internacional.

Dentre muitos e importantes gols marcados temos vários deles feitos contra o Portoalegrense (adjetivo de muito elogio dado pelo Marcelo), segundo números oficiais do clube são 5. Jogador que eternamente será lembrado no clube, pela torcida e principalmente pelos seus adversários como um guerreiro de grande bravura, garra, força e dedicação ao clube.

Após um começo conturbado de 2010, adquiriu depois da parada da copa do mundo a confiança de todos e assumiu novamente a titularidade da zaga ao lado do GENERAL Bolívar... Na minha opinião seu grande ano no clube foi 2006, porém impossível deixar de registrar que em todos os anos por vários períodos ele foi titular absoluto da zaga colorada...

Humildemente em entrevista no intervalo do jogo de hoje contra o Avaí, ele evitou comparações com Don Elias Figueroa. Acho que ele foi extremamente inteligente, correto e ciente de que são fases diferentes e ídolos diferentes, porém deve ter a certeza que todo o seu trabalho, dedicação e garra ficarão eternamente guardados na memória de toda torcida colorada.

Em pesquisa na internet econtrei uma foto que resume em partes toda nossa admiração pelo Indio na forma como ele sempre combate seus adversários e se dispões nas partidas.. Nenhuma imagem é melhor do que essa na disputa dele contra uma Gazela do Olímpico...

2 comentários:

Torcedor Vermelho disse...

Igor,
Grande homenagem ao Índio. Este merece nosso reconhecimento e ficará registrado na história do COLORADO como o Zagueiro Artilheiro e pelo famoso episódio do "puff" que já virou folclore.
Abs.
Marcelo Furlan

Leo disse...

O feito do Índio é a história que ele construiu no clube e não um momento pontual. Parabéns, Índio!

Postar um comentário