11 de mai de 2012

Desclassificado na bola parada

Desclassificado pelos próprios erros na bola parada.

O INTERNACIONAL no jogo dos 180 minutos desperdiçou muito mais oportunidades de gols que o Fluminense.

No segundo tempo na busca do gol salvador da classificação, o técnico Dorival Júnior tentou que o imponderável fizesse a diferença. Tentou o gol com o inexpressivo Jô e com o improdutivo (até o momento) Daboberto. 

Eu também acreditei até o apito final no gol "imponderável".

Oscar, Dátalo e Dagoberto perderam gols que em jogo decisivo o erro não tem perdão.

Entendo que Dorival Júnior não pode ser responsabilizado na derrota de hoje.

O INTERNACIONAL se despede da Libertadores de 2012 com uma campanha pífia.  Pelo desempenho no "conjunto da obra" de fato não merecia outro destino que não a desclassificação. Desconsiderando os jogos da Pré-Libertadores a companha do COLORADO foi de 37,5% e se analisado somente os jogos fora do GIGANTE foi de 8,33%. Desempenho digino de expressões como fracasso ou vergonha.

A desclassificação foi a conseqüência do seu desempenho na competição.

Em relação ao meu "palpitão" das oitavas considero que acertei 100% dos prognósticos já que o jogo do COLORADO na minha condição de Torcedor Vermelho não me permitiu escrever que apostava no adversário. 

O "palpitão" das oitavas pode ser conferido neste post:

Definido os confrontos das quartas-final meu novo "palpitão" é: Boca Júniors, U de Chile, Santos, Vasco.

Resta ao INTER confirmar o título do Campeonato Gaúcho no domingo.

No Campeonato Brasileiro será obrigação do INTER fazer campanha digna de campeão.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário