29 de jul de 2012

Pagando o preço da incompetência da gestão de futebol

Mais um empate, desta vez contra o Vasco. Analisando o resultado foram dois pontos perdidos. Analisando os jogadores em campo foi o resultado possível.

Ao final do jogo a constatação de que:

- Na 13a rodada (34% dos jogos realizados) o INTER não será campeão.

- Em campeonato de pontos corridos, mesmo com poucas derrotas e muitos empates (é a atual situação do INTER), ao final da competição nossa classificação será no máximo o 4o lugar.

- Presidente Luigi por por azar, incompetência, divergências políticas ou sei lá o que, sempre teve um dirigente de futebol incompetente para a função. (Siegmann, Anápio e Luciano David).

- Pagando e caro pelo preço das contratações erradas;

- A atual gestão contratou o Anão Marcos Aurélio e o Jajá para serem alternativas ao Ataque COLORADO;

- Gestão de futebol não contratou o camisa 9 reserva, me diga o nome de uma única pessoa que não sabia que D9 seria convocado para as Olimpíadas;

- Maurídes não pode ser o camisa 9 reserva do INTER;

- O INTER terminou o jogo de ontem com: Jajá (armador); Anão Marcos Aurélio (atacante) e Maurides (centrovante). Com este trio é impossível fazer gols.

- O mesmo Luciano David (que não contrata camisa 9 reserva) ontem foi infeliz em tocar um flauta no rival na sua coletiva. O rival mesmo com a derrota de ontem e com mais jogos fora de casa do que INTER possuí um ponto a mais que nós. Flauta é para torcedores e autores de blogs.

- O excesso de lesões musculares é responsabilidade do preparador físico (neste caso o incompetente é o escolhido do DJR e que deixou sua herança no GIGANTE, a nova equipe vai ter que suar para arrumar as cagadas do anterior);

Mais uma lesão muscular

Quanto a estréia do Forlan uma participação discreta, sua estrela não brilhou em uma oportunidade que poderia fazer o gol, longe das melhores condições físicas e não será o diferencial do INTER nos próximos jogos pela ausência de armadores e atacantes de qualidade (D'Alessandro, Dátalo, Dagoberto e Damião).

Em um jogo como este contra o Vasco onde só é possível fazer gol através de um lance isolado e o escanteio é uma das possibilidades. O INTER teve alguns a seu favor e todos eles cobrados de forma bisonha. O jogador que for cobrar um escanteio em um jogo empatado precisa se concentrar como se fosse cobrar um pênalti numa decisão de final de copa de mundo.

Aproveitamento de apenas 59% no campeonato Com o empate contra o Vasco a conta da balança dos pontos ganhos e perdidos é de 7 pontos negativos.

Próximo jogo é contra o ruim Palmeiras de Scolari. Só que o INTER no momento também é um time muito ruim tecnicamente. O jogo será em São Paulo e o empate será um 1 ponto ganho. A realidade é triste!

Jajá e Anão terão uma semana inteira de treinamentos para intensificar e aperfeiçoar as respectivas ruindades.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário