10 de mar de 2013

Vitória sem dó nem piedade

O placar de 5 a zero sobre o São Luiz na final da taça Piratini é do tamanho da diferença entre o INTER e o time de Ijuí.

A goleada de 5 a zero demonstra com exatidão a diferença da folha de pagamento, da qualidade individual dos jogadores, da tradição do clubes, do histórico das conquistas e títulos e do peso das camisas.

Novamente em final de Gauchão (turno ou campeonato) o INTER massacrou um time do Interior do RS.

A atuação coletiva do COLORADO foi perfeita. Vários destaques individuais entre eles Josimar. Dunga demonstra a cada jogo seu controle sobre o grupo de jogadores.

D9 voltou a ser camisa 9, com gols e assistências. D'Alessandro novamente comandou o espetáculo e dita o ritmo do time. A dupla de zagueiros foi perfeita.

Os principais méritos até o momento devem ser concedidos aos treinador Dunga e ao preparador físico Paulo Paixão que com o mesmo grupo do ano passado reorganizaram o time do COLORADO.

O objetivo agora deve ser a conquista do 2˚ turno. Conquistando com antecedência o Gauchão será possível aproveitar o calendário para entrar tinindo no início do Brasileiro de 2013.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário