31 de out de 2011

Alma Lavada

Neste domingo junto com um amigo torcedor do Flamengo fui assistir o tão esperado retorno de R10 ao estádio da Azenha. Por este motivo não vou emitir minha opinião sobre o jogo do INTERNACIONAL que não consegui assistir com todos os detalhes necessários para uma manifestação formal.


Sobre o grande jogo realizado na Azenha, todos os cumprimentos aos Amigos Azuis que após um tenebroso início de jogo conseguiram reverter um resultado desfavorável. Ao final do jogo a alegria e alívo estava estampada no rosto de cada torcedor que festejavam a vitória como se um título de grande porte fosse.

Destaque para a guerra de nervos em que R10 foi posto a prova. Entre as diversas provocações ao R10 destaco a imagem abaixo que foi de grande criatividade e que desconheço os autores.


A classificação do COLORADO para Libertadores de 2012 ainda é possível mesmo com todas as dificuldades a serem superadas e uma vitória no próximo domingo sobre o Fluminense que é um adversário direto é fundamental.

Um grande e forte abraço.

23 de out de 2011

Empate Azedo

O filme se repetiu novamente e o INTERNACIONAL não soube fazer  a sua parte em uma rodada em que os resultados paralelos foram ótimos para os objetivos do COLORADO. Empate com gosto amargo de derrota contra o time do Corinthians muito bem armado pelo treinador Titi.

O INTER fez seu gol aos 21 minutos do 2o tempo e por burrice coletiva (time e treinador) desistiu do objetivo de fazer mais gols para administrar a vitória parcial de apenas 1 gol e pagou o preço da mediocridade aos 43 minutos do 2o tempo. 

Dorival Júnior novamente é merecedor de criticas. Não há como compreender a titularidade de Jô e pasmem que ficou no jogo até o término da partida. E o grande responsável pelo COLORADO ter cedido o empate chama-se Muriel.


Na próxima rodada a probabilidade é que a diferença de pontos do último classificado para a Libertadores de 2012 aumente. D'Alessandro, Nei e Rodrigo Moledo todos suspensos não jogam.

Decepcionado com mais um empate.

16 de out de 2011

Vitória da Individualidade de D'Alessandro

Com todo o respeito aos clubes de menor expressão no cenário do futebol a hipótese de perder pontos no GIGANTE para o Avaí é inadmissível. E o INTER do treinador Dorival Júnior somente evitou este fiasco em virtude da manifestação do Torcedor Vermelho que esteve presente ao GIGANTE e principalmente pela individualidade de D'Alessandro.


A vitória de virada por 4 a 2 do COLORADO foi obtida pela qualidade individual de D'Alessandro e não pela organização coletiva do time. Dorival Júnior novamente não soube compor o banco de reservas e as substituições realizadas (Andrezinho e Jô) são méritos do Torcedor Vermelho.

Vou tentar explicar a atuação de Jô da seguinte forma: Sabe quando você é criança e que no seu time tem aquele amigo que não sabe jogar bola e que sua ruindade destoa quando comparada a todos os demais em campo, este é Jô sem nenhum exagero. Jô recebeu um excelente cruzamento e que no lugar de cabecear tentou fazer o gol com os pés, imaginem que lance bizarro e não estou exagerando não.

E Guiñazu que recebe muitas criticas pelas faltas desnecessárias, hoje novamente fez outra só que desta vez dentro da área (pênalti).  

E o mito dos gols de falta (o improdutivo Andrezinho) hoje finalmente foi por água abaixo.


Terminou mais uma rodada e continuamos em 7o lugar e 3 pontos ainda nos separam da zona da classificação da Libertadores da América. 

Que na próxima rodada no GIGANTE em jogo contra o Globinthians que o time entre em campo com o "brilho no olho"e com o "tesão da vitória" pois a vitória é uma obrigação principalmente pela atual rivalidade entre as duas torcidas.

E analisando os 8 jogos que ainda restam ao INTERNACIONAL não resta nenhuma dúvida que o COLORADO é quem vai ser o fiel da balança na reta final do campeonato. Enfrentamos ainda no GIGANTE (Globinthians e Fluminense) e fora de casa (Flaglobo e Botafogo).

Um grande e forte abraço.

12 de out de 2011

Empate Amargo

Mais uma vez o velho ditado pode ser mencionado, "O medo de perder foi maior que a vontade de vencer." Empate sem gols com o grande São Paulo na Arena Barueri. Resultado péssimo para as declaradas pretensões do INTERNACIONAL.  

O treinador Dorival Júnior não teve coragem de buscar a vitória ou novamente como em jogos passados não soube usar a prerrogativa das substituições a seu favor.

Temos zagueiro e chama-se Rodrigo Moledo que foi perfeito no jogo e marcou nada menos que Luis Fabiano que é um dos melhores camisa 9 do Mundo.


D'Alessandro e Andrezinho comprovaram a lógica e retrospecto, o Argentino jogou muito bem já o Andrezinho não jogou nada como de costume. Ilsinho é outro que vem decepcionando. Delatorre mais uma vez demonstrou que no momento não possui nenhuma condição de estar no grupo principal e seu futuro como atleta de alto nível é duvidoso.

Que o devagar quase parado presidente Luigi, renova imediatamente o contrato de João Paulo para que possa assumir a titularidade definitivamente, não tenho nenhuma dúvida que este é o motivo que mantém Andrezinho de titular no time. 

E a cada rodada, a tendência da Copa do Brasil e SulAmericana em 2012 vai se confirmando.

A alegria da tarde foi poder escrever Fica Celso Roth! Fica Celso Roth!
Decepcionado com a falta de ambição de DJR. Um grande e forte abraço.

10 de out de 2011

BraPel 349 - Flauta do Vencedor

Por Felipe Piltcher


Sabe quando vamos a um velório e não sabemos o que dizer para os familiares do falecido? pois é assim que me sinto quando falo com nossos coco-irmãos, pena, porque vinham se dizendo "a torcida que mais cresce", "torcida que canta 90 minutos" e muito mais, e tudo que vimos foi uma torcida que não é capaz de lotar a sua parte do estadio, mesmo sendo mandante, e que passou o 2 tempo INTEIRO calada, tudo que fez foi arrumar briga com a brigada, e ainda apanhou... por isso digo que se eu fosse Pelotas hoje, - algo impossível- eu estaria escondido, morrendo de vergonha, BraPel tem graça só porque passamos um largo tempo sem um, mas a o jogo em sí nao tem mais graça, ja que a última vez que perdemos na Boquita Del Lobón, eu quase não era nascido, e mais, uma torcida que apela pra musicas ofensivas a alguem que já faleceu, não merece meu respeito, a turma da xuxa ainda acha que tem direito de se comparar a nós. Ficam brabos porque nossos jogadores deram volta olímpica para "provocar" a torcida deles, mas das flechadas e das musiquinhas elas não comentam. A 'macacada" mais uma vez deu show e humilhou torcida e time aureo-cerúleo, ai ai, é bom ser XAVANTE,  como dizem meus grandes, O CHORO É LIVRE! hahaha, essa cidade tem dono, e ele ta na periferia com MUITO ORGULHO, cada vez que tentam me ofender dizendo que sou da macacada, ou chinelo, eu sinto um orgulho no peito, pois não sou mais um desses prepotentes da avenida.. sinto muito mas tenho ORGULHO de ser da VÁRZEA, abraços e saudações XAVANTES.

Show Vermelho no GIGANTE

Há se fosse sempre assim!

O INTER fez um grande partida e ganhou do Vasco por 3 a 0 e o placar não foi mais elástico graças ao goleiro do clube da Cruz de Malta. D'Alessandro foi disparado o melhor em campo. O esquema de jogo do COLORADO encaixou e assim o sistema coletivo funcionou. Todo reconhecimento ao treinador Dorival Júnior.


A vitória de hoje serviu ainda para confirmar algumas verdades:
- D'Alessandro é o maestro do time e o melhor jogador do Rio Grande do Sul;
- Kleber quando quer é um excelente lateral esquerdo;
- Índio mesmo veterano parece ser melhor que o jovem Juan;
- Bolatti deve ser titular;
- Elton e Guina devem disputar a mesma vaga no meio campo;
- Andrezinho deve ser reserva de João Paulo que hoje mostrou que é melhor;
- Jô não existe.

E hoje minha indignação e rejeição com Celso Juarez Roth aumentou ainda mais vendo em campo o Alecsandro, lembrei que ele foi titular durante todo o ano de 2010 mesmo com toda rejeição do torcedor vermelho. O centroavante do Vasco mostrou hoje novamente como não deve jogar um camisa 9, e repetiu sua característica de estar sempre escondido atrás dos zagueiros.

Mesmo com a excelente vitória o INTER permanece na 7a posição e a 3 pontos de distância do G5. Para mudar sua sorte no campeonato é imprescindível que nos próximos 3 jogos (São Paulo (f), Avai (c) e Corinthians (c)) conquiste os 9 pontos e quebre sua própria lógica até o momento no campeonato. 

No momento permanecemos na Copa do Brasil e SulAmericana em 2012.
Hoje com a alma lavada. Um grande e forte abraço.

2 de out de 2011

Derrota para confirmar a lógica

Mais uma derrota no Brasileiro de 2011. Desta vez foi de 2 a 0 para o fraco time do Atlético-PR e que no momento se encontra na zona do rebaixamento e pasmem treinado pelo defasado treinador Antonio Lopes.

O técnico Dorival Júnior voltou a errar em larga escala. Errou na escolha dos atletas selecionados, errou na formação inicial, errou nas substituições, errou no esquema tático e não foi possível ver nada de positivo no seu time.


E o pior é que o contrato com o treinador DJR expira somente em 31/12/2012. E com apenas 2 meses no comando do INTER já sei que será demitido antes do término do contrato. Depois os dirigentes desconhecem os motivos do déficit financeiro do clube.

O único dos atletas em campo que foi razoável atende pelo nome de D'Alessandro, aos demais se fosse dar notas individuais seriam entre 4 e ZERO.

Ao Oscar que ainda não voltou da seleção sub20 que fique afastado do time por 10 dias para se recuperar fisicamente. Seu futebol apresentado nos últimos jogos é digno de jogador varzeano.

A derrota de hoje apenas selou ou confirmou o destino do COLORADO neste campeonato. Vamos disputar a Copa do Brasil e SulAmericana em 2012. Isso não é achismo e sim a lógica (que inclusive já demonstrei com números em textos anteriores).

E continuo firme e forte com minha opinião que: Lauro, Bolivar, Índio, Guinazu, Tinga, Andrezinho, Ricardo Goulart, Jô e Alex não podem jogar no INTERNACIONAL. E a tendência é que até o final do campeonato esta lista esteja com mais nomes. Na derrota de hoje tivemos em campo 5 destes jogadores, praticamente metade do time. 

E o campeonato na parte de cima da tabela pegando fogo e o meu INTER apenas como coadjuvante olhando de binóculo a briga dos verdadeiros postulantes ao título e a classificação da Libertadores.

A matemática do desempenho do COLORADO larguei de mão, estava demonstrando apenas para confirmar a tese da lógica e que hoje foi o jogo da confirmação.

Próximo jogo é no GIGANTE contra o Vasco. Só o que nos resta é perder em casa com gol do ALECONE. Aí o castigo de 2011 estará completo.

Indignado com mais uma derrota. Até o próximo jogo.