30 de abr de 2012

Um jogo que sozinho vale por um título

Mais uma vitória para somar na estatística da Supremacia COLORADA sobre o rival Porto Alegrense. E ganhar Gre-Nal é sempre especial. É um jogo que sozinho vale por um título.

E junto com a vitória no clássico, o direito a fluta, o choro do perdedor, o papelão do treinador azul, o papel ridículo de entrar no gramado com atraso e ainda com os suplentes fardados como se o time fosse jogar com 18 jogadores, de assinar a sumula segundos antes do início da partida.

E o que dizer do choro dos gandulas?

A vitória COLORADA tem todos os méritos para Dorival Júnior. O esquema encaixou perfeitamente. Tinga muitas vezes criticado foi o jogador mais importante na vitória. Nunca havia visto o Tinga fazer um grande Gre-Nal com a camisa vermelha (com a azul já havia visto).

Sem esquecer que o gol vencedor foi originado de um escanteio cobrado perfeitamente pelo Jajá. Por isso defendo que escanteio cobrado de forma "curto - aquele passe improdutivo" tem que ser proibido pelo estatuto do clube.


Outra vez o público vermelho decepcionou, apenas 20 mil torcedores vermelhos no GIGANTE.

Independente da final do Gauchão o pensamento do time tá na Libertadores e no confronto contra o Fluminense. A missão de fazer o time conseguir foco e vontade na final contra o Caxias não será tarefa simples para Dorival Júnior. O próprio torcedor se manifesta focado na Libertadores.

O atual sonho dos Vermelhos para 2012 no momento é que a final do Mundial Fifa seja INTER x Bayer e que  na Copa Brasil o Bahia de F5 avance de fase no confronto contra o time da Azenha (ambos antes precisam passar por Portuguesa e Fortaleza, respectivamente).

Obrigado aos azuis por existirem.

Um grande e forte abraço.

28 de abr de 2012

Gestão Giovanni Luigi Calvário

Hoje o assunto é fora das 4 linhas.

No site do Sport Club Internacional está disponível as demonstrações financeiras do exercício de 2011 que reflete o 1˚ano da gestão Luigi. 


De um modo geral os clubes, não só os brasileiros, na grande maioria são deficitários e que gastam mais que arrecadam e para conseguir "fechar" o caixa dependem de receitas extraordinárias e adiantamento de receitas.

O INTERNACIONAL faz parte deste cenário de clube deficitário e que depende das receitas extraordinárias.

No atual momento o COLORADO é um clube que possuí uma folha de pagamento muito acima do aceitável se comparado com as receitas ordinárias existentes. Em 2011 o custo de folha de pagamento com atletas foi da ordem de R$ 8 milhões mensais, entre salários, benefícios e os direitos de imagem.

O elevado valor da folha de pagamento foi gerado pelas últimas gestões do clube e oneradas pelas contratações equivocadas de jogadores que não corresponderam e que ficaram onerando o clube. Exemplos existem e muitos.

É dever do administrador agir com responsabilidade no momento de novas contratações e renovações de contratos. Luigi demonstrou para o público externo durante o ano de 2011 que trabalhou na direção da redução da folha de pagamento.

Também é fato que a gestão atual manteve os principais atletas no grupo.

Na ausência de novas receitas extraordinárias com a venda de atletas valorizados o clube foi obrigado a buscar a antecipação de verbas de televisão e patrocinadores. O outro recurso utilizado foi negociar prazos de pagamentos com os credores por participação e negociação de atletas.

A interrupção das obras e a busca pelo parceiro estratégico para a continuidade do projeto "GIGANTE para sempre" foi um acerto da gestão Luigi.

A situação de liquidez do clube não é boa e ainda piorou em relação ao ano anterior. Para 2012 não resta muitas alternativas para as obrigações de curto prazo e a venda de atletas é uma necessidade.

Que os gestores busquem sempre a excelência na gestão, que contratem com  inteligência, que mantenham os investimentos nas categorias de base, que evitem contratações desnecessárias, que as contratações sejam realizadas com critério e não pela simples indicação do treinador.

Considero que a gestão/2011 de Luigi foi satisfatória. E que para 2012 e anos sub-sequentes será necessário uma continuidade de atos e decisões continuas para que o clube possa se manter financeiramente equilibrado já que é e será fator determinante para o clube se manter vitorioso e vencedor.

E que a gestão nunca esqueça que o Spot Club Internacional é um CLUBE DE FUTEBOL.

Um grande e forte abraço.


Obs. As demonstrações financeiras de 2011 do SCI está disponível no link:
http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=17463

26 de abr de 2012

Empate sem gols

No jogo de 180 minutos contra o Fluminense empate sem gols no GIGANTE. O COLORADO até o momento de péssimo desempenho na Libertadores de 2012 não conseguiu novamente se impor perante o adversário jogando no Beira Rio.

O COLORADO teve apenas apenas duas chances de gols durante todo o jogo, sendo que uma delas foi um pênalti desperdiçado por Dátalo. Muito pouco para um time que joga pela vitória.

No momento do pênalti tivemos mais uma amostra da falta de comando de DJR sobre seus comandados. DJR ordenou que Nei fosse o cobrador e Dátalo não aceitou as ordens do treinador. Também é verdade que Nei não se impôs perante Dátalo exigindo que fosse ele o cobrador da penalidade máxima. Se Nei iria converter ou não em gol já é "jogo de adivinhação".
Antes do início do jogo concordei com a formação inicial do time. Infelizmente temos em nossa lembrança o Tinga dos tempos de 2006 só que este jogador não existe mais. Tinga na função de armador é pura ilusão. Tinga não pode nunca mais atuar de armador e deve disputar posição com Guinazu.

Considerando os resultados possíveis no jogo da volta as chances de classificação do COLORADO são boas. O INTER se classifica com vitória e empate com gols. Empate sem gols a decisão será nos pênaltis. Fluminense se classifica somente com vitória.

Considerando o retrospecto do COLORADO nesta Libertadores comparado ao do Fluminense, este jogo já foi jogado e o vencedor é o time do Rio de Janeiro. Considerando o jogo de ontem o desempenho de cada um na Libertadores é de: INTER (42,86%) e Fluminense (76,19%). O desempenho do INTER em jogos fora do GIGANTE é de 11,11% e do Fluminense jogando no Engenhão é de 66,66%. Em todas as probabilidades matemáticas o Fluminense é o favorito a classificação.

Na condição de Torcedor mantenho a convicção que estamos vivos e com chances reais de obter a classificação para a as quartas de final.

E domingo o que esperar do time misto e cansado do INTER contra o Porto Alegrense? Eu acredito em vitória com gol do Jô.

Um grande e forte abraço.

23 de abr de 2012

Lógica contra o time da longevidade

Com todo o respeito que os clubes do Interior merecem, deu a lógica contra o time da "longevidade". Vitória fácil de 4 a 0 contra o Veranópolis que abusou do "ponta-pé".

Dátalo comandou a vitória COLORADA.

O jogo foi um passeio em ritmo de treino. De lamentar o 3˚cartão amarelo de Nei já que não existe no GIGANTE nenhum reserva de ofício para a lateral direita. Não joga o clássico que vai decidir a Taça Farroupilha.

Dorival Júnior desafiou a turma do amendoim. Teve coragem de colocar em campo e ao mesmo momento os contestados e ruins: Bolivar e Jô. 

Jô conseguiu não fazer um gol em um rebote do goleiro que a bola passou a poucos centímetros de seu pé e passou a impressão aos que estavam nas arquibancadas que naquele momento estava pensando na festa de logo mais na casa alugada da ex-governador.

No próximo final de semana (domingo) podemos afirmar que teremos a final antecipada do Gacuhão de 2012. Em partida única que será realizada no Gigante contra o Porto Alegrense. Em caso de empate não haverá prorrogação e será decidido o campeão do turno através da cobrança alternada de penalidades máximas.

Só que a prioridade dos COLORADOS nesta semana e na outra é a Libertadores onde vamos enfrentar o Fluminense. O adversário fez praticamente o dobro de pontos do INTER na fase de grupos (15 pontos contra 8). A vantagem que o Fluminense possuí nas oitavas de final é de apenas fazer o 2˚ jogo no Engenhão/Rio de Janeiro.

Meu palpite que os classificados nas oitavas de finais da Libertadores vão ser:
- Boca Júnior
- Universidade do Chile
- Libertad
- Corinthians
- Vasco
- Santos
- Velez

Quanto ao jogo do INTER não emito palpite. Minha condição de torcedor fala mais alto. E independente do péssimo retrospecto do COLORADO na fase de grupos eu acredito que é possível obter a classificação.

A conquista do TRI da Libertadores depende basicamente de 4 partidas no GIGANTE. Acredito que fazer 2 a 0 nas próximas 4 partidas da Libertadores no GIGANTE é título praticamente garantido.

Chegou o momento de jogar e sem esquecer o regulamento da competição.

Um grande e forte abraço.

19 de abr de 2012

Classificado e com vergonha na cara

Mais um fiasco protagonizado pelo INTER de DJR que conseguiu perder para o péssimo time do Juan Aurich. A classificação COLORADA foi conquistada pelos méritos do Santos de Muricy Ramalho.

DJR é péssimo treinador. Escalou errado. Substituiu errado. Nada consegue fazer no intervalo dos jogos. E seu time não possuí uma única jogada. Seu time é um amontoado de jogadores em campo sem nenhum esquema e organização tática.


DJR na coletiva teve a coragem de declarar que a classificação do INTERNACIONAL foi conquistada com méritos ... só se for do Santos (Muricy).

Bolívar o único reserva do mundo que é capitão titular de um time, hoje demonstrou novamente pela milésima vez que não possuí nenhuma condição de permanecer jogando futebol. Bolívar de hoje é reserva em qualquer time da 2a divisão do futebol gaúcho.

Pelo desempenho do time de hoje, apenas o goleiro Muriel merece uma nota acima de 6. Todos os demais merecem nota de zero a dois. E o péssimo DJR merece nota negativa.

O INTER conseguiu a façanha de obter a classificação como o pior de todos e com apenas 8 pontos conquistados em 18 pontos disputados, desempenho de 44%.

Somos coadjuvantes na Libertadores de 2012.

O Adversário nas oitavas será o Fluminense de Abel Braga, Edinho e Rafael Sóbis. A desclassificação do COLORADO é "pule de 10".

Decepcionado. Indignado. P.da cara. Irritado.

15 de abr de 2012

Dois tempos distintos

Um abismo é a diferença entre o INTERNACIONAL e o time do Cerâmica. Ao final do 1˚ tempo um jogo praticamente igual e por maior que seja a critica será pouca para os jogadores e o treinador pelo desempenho do COLORADO. No 2˚ tempo a vitória foi construída com naturalidade e o placar de 3 a 0 demonstrou a diferença de qualidade entre as duas equipes. Detalhe para o ingresso de D'Alessandro no lugar do Elton.

Infelizmente não foi possível captar com perfeição através do celular a imagem da chuva fina e de lado que caia sobre o GIGANTE no jogo de ontem. A chuva parecia que era jorrada através de um spray.


Eu não aprovo um esquema de jogo com dois atacantes de características semelhantes (dois centroavantes de área - D9 e Gilberto). Temos vários exemplos de jogos do próprio INTER onde este esquema naufragou e com os diversos treinadores no últimos anos.

Bolivar mesmo contra um adversário inferior cometeu um número excessivo de faltas e muitas completamente desnecessárias. E vejo que o esquema dos bastidores começa a ser orquestrado para a volta do zagueiro a condição de titular. No momento o INTER é único clube do mundo que seu principal capitão é reserva.

No próximo domingo o adversário será o Veranópolis pela semi-final da Taça Farroupilha.

Na quinta, 19/4, temos o último confronto pela fase de grupos da Libertadores. Na condição de "entregador de camisas" e considerando a ausência de Dagoberto, minha formação para este jogo é:
Muriel;
Nei, Bolivar, Índio e Kleber;
Sandro Silva; Guinazu, Tinga, D'Alessandro e Dátalo;
Damião.

Independente das dificuldades mencionadas antes do jogo contra o Juan Aurich de jogar no carpete e com muito vento, não espero outro resultado que não seja a vitória do COLORADO.

Na expectativa pelo confrontos das oitavas de finais da Libertadores.

Um grande e forte abraço.

8 de abr de 2012

Gauchão 2012 terá finalmente seu início.

Em jogo contra o São Luiz em Ijuí para cumprir tabela e ficar na frente do principal rival, ambos objetivos alcançados e com facilidade. Vitória do COLORADO que jogou com o time praticamente reserva por 3 a 0.

O adversário não conseguiu impor maiores dificuldades e o time misto do INTER aproveitou para treinar, inclusive DJR fez as substituições para testar algumas necessidades emergências (tipo Bolatti na condição de zagueiro).

Não vou emitir elogios e críticas a nenhum atleta pelo desempenho deste jogo.

O campeonato Gaúcho de fato vai iniciar no próximo final de semana. O COLORADO para ser o Campeão de 2012 terá que vencer o 2o turno e depois fazer a decisão contra o Caxias.

Próximo confronto é contra o Cerâmica de Gravataí em jogo que será disputado no GIGANTE no sábado (14/2) às 16hs (melhor dia e horário para jogos de futebol).

A notícia ruim do final de semana é que o "craque" Jô será reintegrado ao grupo principal nesta semana.

Um grande e forte abraço.

5 de abr de 2012

Empate em Excelente Jogo de Futebol

No dia do aniversário de 103 anos do SPORT CLUB INTERNACIONAL, o presente aos aficcionados, independente do clube para qual torce, foi uma extraordinária partida de futebol. 

Neymar demonstrou novamente que faz toda a diferença a favor do time do Santos. No atual momento é apenas o 2o melhor jogador em atividade do futebol mundial.

O torcedor vermelho com outra edição de Ruas de Fogo fez sua parte fora das 4 linhas.


O empate contra o Santos foi um bom resultado considerando o objetivo da classificação e os desfalques de 3 titulares incontestáveis. O COLORADO depende exclusivamente de suas próprias forças para seguir em frente na Libertadores e acredito que seguirá.

Se o The Strongest não vencer no Juan Aurich no Peru, afirmo que o INTER estará classificado independente do resultado do seu próximo e último jogo da fase de grupos que será no dia 19/4.

Muriel evitou a derrota assim como já havia evitado feito contra o The Strongest na Bolívia. Nei e Tinga estiveram acima da médias dos demais. A decepção no jogo de ontem foi D9.

Considerando os jogadores disponíveis, DJR acertou na formatação do time.

Após a preocupação do jogo contra o Santos a confiança na classificação para a próxima fase da Libertadores. Um grande e forte abraço.

1 de abr de 2012

Vitória Burocrática e GIGANTE sem Condições do Jogo

Vitória magra de 1 a 0 contra o péssimo time do Canoas que vai disputar a 2a divisão do Gauchão em 2013. A vitória COLORADA com o resultado paralelo do PELOTAS deixou o INTER com a melhor campanha do 2o turno do campeonato e que pode ser fator decisivo na final do turno, considerando que chagaremos lá.

O time do DJR decepcionou novamente. O esquema não funcionou e não conseguimos fazer mais gols em um time que sequer chutou uma única bola no gol COLORADO.

DJR demonstrou novamente toda sua incapacidade enquanto treinador de fazer seu time jogar mais na volta do intervalo. Pelo contrário ele consegue é piorar o desempenho do time com suas orientações.

E no quesito substituições hoje fez a proeza de tirar os dois armadores do time e substituí-los por um atacante e um 1/2 jogador de ataque (praticamente um anão). E o que estava ruim ficou pior. Méritos devem ser creditados para DJR.

Hoje no GIGANTE nenhuma evolução nas obras paralisadas e o que vimos foi que quebraram o restante das arquibancadas inferiores denominadas "sociais". A verdade é que infelizmente no momento o GIGANTE não apresenta as condições mínimas de receber os jogos do INTERNACIONAL.


Por mais polêmica que seja, a melhor alternativa ao COLORADO no momento é que seus jogos sejam realizados no Estádio da Azenha.

Considerando que D'Alessandro, Guinazu e Oscar não jogam contra o Santos e que Dátalo terá condições. Eu escalaria o seguinte time para a partida contra o Santos: 
Muriel; 
Nei, Moledo, Indio e Kleber;
Elton, Sandro Silva, Tinga e Dátalo;
Dagoberto e Damião.

Completamente "cagado" para o jogo contra o Santos.