16 de out de 2011

Vitória da Individualidade de D'Alessandro

Com todo o respeito aos clubes de menor expressão no cenário do futebol a hipótese de perder pontos no GIGANTE para o Avaí é inadmissível. E o INTER do treinador Dorival Júnior somente evitou este fiasco em virtude da manifestação do Torcedor Vermelho que esteve presente ao GIGANTE e principalmente pela individualidade de D'Alessandro.


A vitória de virada por 4 a 2 do COLORADO foi obtida pela qualidade individual de D'Alessandro e não pela organização coletiva do time. Dorival Júnior novamente não soube compor o banco de reservas e as substituições realizadas (Andrezinho e Jô) são méritos do Torcedor Vermelho.

Vou tentar explicar a atuação de Jô da seguinte forma: Sabe quando você é criança e que no seu time tem aquele amigo que não sabe jogar bola e que sua ruindade destoa quando comparada a todos os demais em campo, este é Jô sem nenhum exagero. Jô recebeu um excelente cruzamento e que no lugar de cabecear tentou fazer o gol com os pés, imaginem que lance bizarro e não estou exagerando não.

E Guiñazu que recebe muitas criticas pelas faltas desnecessárias, hoje novamente fez outra só que desta vez dentro da área (pênalti).  

E o mito dos gols de falta (o improdutivo Andrezinho) hoje finalmente foi por água abaixo.


Terminou mais uma rodada e continuamos em 7o lugar e 3 pontos ainda nos separam da zona da classificação da Libertadores da América. 

Que na próxima rodada no GIGANTE em jogo contra o Globinthians que o time entre em campo com o "brilho no olho"e com o "tesão da vitória" pois a vitória é uma obrigação principalmente pela atual rivalidade entre as duas torcidas.

E analisando os 8 jogos que ainda restam ao INTERNACIONAL não resta nenhuma dúvida que o COLORADO é quem vai ser o fiel da balança na reta final do campeonato. Enfrentamos ainda no GIGANTE (Globinthians e Fluminense) e fora de casa (Flaglobo e Botafogo).

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário