5 de jun de 2013

A realidade é triste


Colorado apenas empatou contra o fraco time da Lusa em mais uma péssima atuação.

Tanto no coletivo como na individualidade nenhum destaque positivo. Jogadores e treinador merecem nota média de 3,5 pelo jogo de hoje.

O rei do impedimento ou o próprio impedimento, Rafael Moura, fez o gol do INTER após excelente jogada do jovem Otavinho. 

Nei continua jogado no INTER só que tá disfarçado de lateral esquerda. Impossível não reconhecer pela semelhança na forma de pensar e no posicionamento. 

Aos 22 minutos do 2° tempo o INTER ganhou de presente a expulsão de um jogador da Lusa. A expulsão foi um erro do Arbitro. 

Com 1 jogador a mais por metade do tempo na 2ª etapa o COLORADO não conseguiu tirar nenhum proveito da vantagem numérica. E para completar Dunga novamente optou por Gilberto como solução. Outra vez o técnico errou nas substituições. Contra o Bahia cometeu o mesmo erro. 

Em 12 pontos disputados contra adversários que frequentam com regularidade a Serie B o INTER obteve apenas 5 pontos. Aproveitamento de 41,6%. 

O aproveitamento do COLORADO nestas 4 partidas demonstra a fragilidade do seu atual grupo de jogadores. Nesta situação lembrar do Presidente do Clube e seus 2 Diretores de Futebol é uma obrigação. 

Houve tempo e de sobra para preparar o time fisicamente e tecnicamente para o início do Brasileiro e que mesmo com o atual plantel a obrigação de vencer era toda do COLORADO. Jogamos contra times inferiores em todos os aspectos (camisa, plantel, salários e todas as demais condições são todas favoráveis ao INTER). E aí a responsabilidade por estes fracassos é da comissão técnica e jogadores.

Tendência no próximo jogo é de derrota para o Cruzeiro em MG.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário