5 de jun de 2011

Vitória que comprovou o que já era de conhecimento dos torcedores.

O INTERNACIONAL ganhou pelo placar clássico de 4 a 2 do fraco time do América MG que é um dos fortes candidatos ao rebaixamento no campeonato deste ano. Falcão novamente repetiu alguns de seus erros na formatação inicial do time.

O tal scout do jogo não demonstra o placar da partida. Dentre das várias análises, destaco:
a) posse de bola foi de 40% para o COLORADO e de 60% para o Adversário;
b) escanteios a favor do América foram 9 e do INTERNACIONAL apenas 3;
c) América cometeu 10 faltas e o INTERNACIONAL 21;
d) passes certos do América foram 330 contra 203 do COLORADO;
d) passes errados do América foram 34 contra 42 do INTERNACIONAL.
Fonte: aplicativo do Brasileirão Petrobas.

Sabemos que o que ganha jogo é bola na rede e neste quesito o COLORADO foi muito mais competente. O time de Paulo Roberto Falcão jogou bem somente a primeira etapa e na segunda etapa o time jogou o futebol que vem decepcionado o torcedor.

O jogo de hoje além da importante vitória e principalmente dos 3 pontos deve servir também para definir algumas condições que já é de conhecimento do mundo do futebol, vejamos:
a) Rodrigo Suco não pode ser titular da zaga;
b) o zagueiro Juan não pode jogar de lateral esquerdo nunca mais;
c) Guiñazu e Tinga são jogadores da mesma função (segunda posição do meio campo) e devem disputar a mesma posição;
d) Oscar é titular inquestionável;
e) Zé Roberto no momento também é titular.



Que o tempo disponível para os treinamentos seja melhor aproveitado pelo comissão técnica do INTER e que a direção reforce o time com jogadores de qualidade comprovada.

E no próximo domingo que venha o Palmeiras do Sr. Scolari. É obrigação do COLORADO conquistar os 3 pontos se realmente entrou no campeonato para brigar pelo título e não para ser um mero coadjuvante.

Alguém, por favor, me explica o que é aquele monte de cacoetes do Paulo Roberto Falcão na beira do gramado.

Será que Cavanaghi caminha a passos largos para ser o novo Alecone?

Com esperanças mínimas na conquista do TETRA.
Um grande e forte abraço aos leitores.

0 comentários:

Postar um comentário