31 de jul de 2011

Novamente um show de horror

Novamente uma atuação terrível do INTERNACIONAL no GIGANTE. Empatamos em zero com o medíocre time do Atlético-GO que seu único objetivo no campeonato é não ser rebaixado.

A opção tática do interino Loss foi péssima, optou por 3 volantes, dois meias de pouca velocidade e somente um atacante. O meio campo do COLORADO jogou muito pouco e nenhum dos jogadores deste setor merece nota superior a 3.

Tenho a opinião que efetivar Loss será um erro. Não o considero um treinador fraco mas sim sem experiência e liderança suficiente para exercer as atividades necessárias para o exercício do cargo.

Infelizmente a impressão que é transmitida é que Loss escalou o time da preferência do atletas e do poderoso Fernando Carvalho. E as substituições no decorrer do jogo seguiram a mesma regra.

Até o momento o COLORADO disputou 6 jogos no GIGANTE e dos 18 pontos possível conquistou apenas 8. Um aproveitamento pavoroso. 

O discurso oficial da Direção é que a prioridade é a Recopa. Minha interpretação para esta declaração é de que "atiramos a toalha" no brasileiro. Portanto a você torcedor e que possuí o hábito de ir aos jogos do GIGANTE (mesmo em dias de frio e chuva) vá ao estádio sabendo que seu time não possuí pretensões condizentes com o tamanho da instituição do Sport Club INTERNACIONAL.

E vou afirmar que o atual time do COLORADO não é melhor e nem pior que o do seu rival Porto Alegrense, são iguais. A ruindade e incompetência dos administradores prosperam em ambos os clubes. E as finais do Gaúchão deste ano demonstraram a igualdade entre ambos.

Sugiro aos administrados do INTER que em conjunto com a direção do Porto Alegrense, que protocolem um ofício na CBF solicitando que os jogos da Dupla não sejam no mesmo dia e horário. Este ato administrativo será a única garantia de satisfação aos torcedores da Dupla que poderão comemorar a desgraça alheia.

No momento mais que indignado.
Um grande e forte abraço aos leitores.

0 comentários:

Postar um comentário