28 de abr de 2012

Gestão Giovanni Luigi Calvário

Hoje o assunto é fora das 4 linhas.

No site do Sport Club Internacional está disponível as demonstrações financeiras do exercício de 2011 que reflete o 1˚ano da gestão Luigi. 


De um modo geral os clubes, não só os brasileiros, na grande maioria são deficitários e que gastam mais que arrecadam e para conseguir "fechar" o caixa dependem de receitas extraordinárias e adiantamento de receitas.

O INTERNACIONAL faz parte deste cenário de clube deficitário e que depende das receitas extraordinárias.

No atual momento o COLORADO é um clube que possuí uma folha de pagamento muito acima do aceitável se comparado com as receitas ordinárias existentes. Em 2011 o custo de folha de pagamento com atletas foi da ordem de R$ 8 milhões mensais, entre salários, benefícios e os direitos de imagem.

O elevado valor da folha de pagamento foi gerado pelas últimas gestões do clube e oneradas pelas contratações equivocadas de jogadores que não corresponderam e que ficaram onerando o clube. Exemplos existem e muitos.

É dever do administrador agir com responsabilidade no momento de novas contratações e renovações de contratos. Luigi demonstrou para o público externo durante o ano de 2011 que trabalhou na direção da redução da folha de pagamento.

Também é fato que a gestão atual manteve os principais atletas no grupo.

Na ausência de novas receitas extraordinárias com a venda de atletas valorizados o clube foi obrigado a buscar a antecipação de verbas de televisão e patrocinadores. O outro recurso utilizado foi negociar prazos de pagamentos com os credores por participação e negociação de atletas.

A interrupção das obras e a busca pelo parceiro estratégico para a continuidade do projeto "GIGANTE para sempre" foi um acerto da gestão Luigi.

A situação de liquidez do clube não é boa e ainda piorou em relação ao ano anterior. Para 2012 não resta muitas alternativas para as obrigações de curto prazo e a venda de atletas é uma necessidade.

Que os gestores busquem sempre a excelência na gestão, que contratem com  inteligência, que mantenham os investimentos nas categorias de base, que evitem contratações desnecessárias, que as contratações sejam realizadas com critério e não pela simples indicação do treinador.

Considero que a gestão/2011 de Luigi foi satisfatória. E que para 2012 e anos sub-sequentes será necessário uma continuidade de atos e decisões continuas para que o clube possa se manter financeiramente equilibrado já que é e será fator determinante para o clube se manter vitorioso e vencedor.

E que a gestão nunca esqueça que o Spot Club Internacional é um CLUBE DE FUTEBOL.

Um grande e forte abraço.


Obs. As demonstrações financeiras de 2011 do SCI está disponível no link:
http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=17463

0 comentários:

Postar um comentário