12 de ago de 2012

Vitória nos acréscimos

Vitória ao apagar das luzes. Contra a Ponte Preta em jogo no GIGANTE em campeonato de pontos corridos a vitória é obrigação independente da quantidade de desfalques do time do COLORADO.

Acredito que um percentual importante dos torcedores que estavam no campo não foram premiados com a gol da vitória do INTER, são aqueles que saem alguns minutos antes para fugir do congestionamento do final de jogo ou que já haviam atirado a toalha e se conformado com mais um empate.

F9 novamente pensou errado o jogo. Escalou errado e consequentemente o time esteve perdido em campo na primeira etapa. O esquema preferido do treinador COLORADO com três volantes foi derrotado em pleno GIGANTE para o inexpressivo time da Ponte Preta.

No intervalo do jogo F9 fez o lógico e alterou o time e o esquema de jogo, voltou com dois volantes, dois armadores, um atacante e um camisa 9 (por pior que seja) o time mudou de postura e foi para cima do adversário.

Com a vitória com gol nos acrescimentos os erros iniciais de F9 foram abafados.

Outro fator importante para a vitória COLORADA é que desta vez o Anão Marcos Aurélio não foi a alternativa do treinador para a mudar o rumo do jogo.

Jajá autor do 1˚ gol Colorado foi vaiado pelo torcedor na etapa inicial jogando na função de atacante.

Sairemos para dois jogos na seqüência fora do GIGANTE contra Corinthians e Portuguesa, na ordem. Conquistar no mínimo 4 pontos é a projeção e o objetivo de um time que no final do campeonato pretende estar na ponta de cima da tabela.

Jogando com seu time misto ou reserva o aproveitamento do INTER é de 62,5% no campeonato.

Sem alternativas disponíveis no mercado o COLORADO contratou Rafael Moura para ser o camisa 9 reserva ou titular (considerando a possibilidade de venda de D9).

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário