28 de out de 2012

Vitória com interferência de F9, só que não.

Em confronto que para um era amistoso e para o outro quase uma final de copa de mundo, o INTER venceu o desesperado Palmeiras de virada por 2 x 1.

A vitória do COLORADO somente foi possível em virtude da inspirada tarde do goleiro Muriel que praticou excelentes defesas.

Mesmo com a vitória, achei o time do INTER desorganizado taticamente. Não Gostei.

F9 que em algumas oportunidade já posou de gênio, ontem repetiu em dose dupla. Durante o jogo inverteu os laterais de lado (Nei já é horrível na direita imaginem na esquerda de pé trocado) e a outra invenção foi a retirada de Fred (meio campo) para a entrada do atacante Cassiano.

F9 não conseguiu a proeza de entregar o empate com a retirada do Fred pela ruindade do Palmeiras.

Rafael Moura fortemente criticado teve atuação de camisa 9, participou no lance do gol de empate e depois fez o gol da vitória. Ontem fez o que se espera de um camisa 9.

Ontem o INTER manteve sua performance nos escanteios. Todos os escanteios  e que foram cobrados de forma ridícula. É inadmissível que não há um único jogador do INTER que saiba cobrar escanteio.

Todas as atenções pós jogo ficaram por conta do gol de mão de Barcos e que foi invalidado com a interferência do 4˚ arbitro e que tudo indica com a ajuda do replay da TV.

O Palmeiras reclama desesperadamente do gol de mão anulado e que inclusive na justiça vai buscar a anulação do jogo. Se fosse eu torcedor do Palmeiras teria vergonha desta atitude. A instituição Palmeiras com esta atitude quer que prevaleça a malandragem, trapaça, a sacanagem, a falcatrua. Lamentável postura.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário