13 de mai de 2012

Faixa no Peito e Taça no Armário

Óbvio que comemorei e muito mais um título Gaúcho, o 41˚ da história do Sport Club Internacional. Faixa no peito e taça no armário.

D'Alessandro lembrando dos rivais na comemoração.

Com todo o respeito ao Caxias, o COLORADO tinha a obrigação de ser campeão. Eu mesmo já considerava o campeonato gaúcho ganho desde a conquista da Taça Farroupilha quando eliminamos o principal e único rival.

O técnico Dorival Júnior hoje teve um desempenho merecedor de muitas as críticas. Destaco os seus principais erros na minha análise:
a) Errou na formação inicial do time quando montou o meio campo com Guina e Tinga em detrimento de Daboberto que ficou como suplente;
b) Errou novamente quando permitiu que Nei fosse o cobrador da penalidade máxima com D'Alessandro em campo; e
c) Errou novamente quando teve um ataque de nervos em seu reservado técnico e que resultou na sua exclusão do jogo.

D'Alessandro novamente demonstrou toda sua condição de jogador imprescindível ao atual INTER, quando ingressou no jogo ditou o ritmo do time e comandou a virada do título.

Sandro Silva novamente perfeito. Muriel é a grande surpresa positiva neste ano.

Outra decepção é o treinador e o presidente do clube em qualquer oportunidade ficarem enaltecendo (babando o ovo) a importância de Bolivar e Tinga. Isso passou dos limites para a classe do ridículo. Ambos já concluíram seu ciclo no INTER.

A outra grande notícia do final de semana foi a nova suspensão do atacante Jô. A expectativa é que seu contrato seja rescindido independente da condição de justa causa ou não.

Que a conquista do Brasileiro de 2012 seja uma obsessão.

O eterno P.R.Falcão conquistou com o Bahia o título do Campeonato Baiano de 2012 depois de 11 anos na fila. Torcedor do Bahia deve agradecer ao Flamengo que levou Janjão e possibilitou a contratação de F5.

Um grande e forte abraço.

0 comentários:

Postar um comentário